quarta-feira, 7 de junho de 2017

* Vá entender! MPF investiga possível ilegalidade da Polícia Civil na apreensão de fuzis.

O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro vai investigar eventual conduta irregular da Polícia Civil na apreensão de carga ilegal no Aeroporto Internacional Tom Jobim, área sob controle da Polícia Federal (PF). O MPF quer saber porque a Polícia Federal não participou da operação, além de suas possíveis conexões com agentes públicos.

Na semana passada, a operação da Polícia Civil apreendeu 60 armas de guerra, como fuzis  AK47, AR10 e  G3. O armamento estava escondido entre cargas embaladas de  aparelhos de aquecedores para piscina.

“Evidentemente, não é a apreensão de armas em si o centro de nossas preocupações, uma vez que a entrada ilegal, inclusive as de armas de grosso calibre, pelas fronteiras do país, especialmente aeroportos e portos, destinam-se, em regra, a fortalecer o crime organizado, com ênfase nas facções criminosas que dominam o tráfico de substâncias entorpecentes”, disse o procurador da República Eduardo Santos de Oliveira, coordenador de Controle Externo da Atividade Policial no Rio, ao instaurar a investigação. Para ele, nesse cenário, o Estado perde eficácia em seu dever de combater o crime.

Vá entender a justiça!

Nenhum comentário:

Postar um comentário