domingo, 16 de julho de 2017

* Licitação para Hospital da Mulher e Banco de Leite é suspensa.

Depois de muita propaganda (bastante mesmo), muita promessa, garantia de excelência na saúde pública, eis que de repente, não mais que de repente, mais um decisão do governo estadual marcha em sentido contrário às suas palavras.
 
O governo Robinson Faria (PSD) publica no Diário Oficial do Estado (DOE) um “Aviso de Suspensão de Licitação” do último dia 7, referente à “Construção do Hospital da Mulher e Banco de Leite” de Mossoró”. Empreendimento faz parte do “Projeto RN Sustentável”.

A suspensão é “por tempo indeterminado”.

A explicação?

“Em face de questionamentos”. O  governo avisa que depois tratará do assunto, sem esclarecer nada quanto ao que sejam “questionamentos” e quem estaria os fazendo.
Patético e ridículo
O mais patético e ridículo, é que o próprio governador voltou a propagandear na última quarta-feira (12), cinco dias após a suspensão da licitação, que o processo licitatório estava sendo feito normalmente:
“Vamos investir R$ 100 milhões na construção do Hospital da Mulher em Mossoró, já em licitação”, afirmou ele (veja AQUI).
No mesmo dia, também ratificou que não haveria fechamento de qualquer hospital regional, apesar do seu governo ter assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) – veja AQUI - tratando exatamente disso, da redução e enxugamento dessas unidades hospitalares.

O próprio governador acha estranho que a opinião pública não o leve a sério e sempre duvide de suas palavras e promessas. Ele mesmo dá motivos de sobra para isso. Lamentável.
Pobre Mossoró!
Carlos Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário