sábado, 25 de março de 2017

* Confira carta: MP divulga documentos entregue pelo servidor que atirou contra promotores.

A Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério Público do RN, por meio de sua assessoria de imprensa, divulga imagens dos documentos entregues pelo servidor GUILHERME WANDERLEY LOPES DA SILVA, instantes antes de iniciar os disparos contra o Procurador-Geral de Justiça Rinaldo Reis, o Procurador-Geral de Justiça Adjunto Jovino Pereira Sobrinho, e o Coordenador Jurídico Wendell Beetoven Agra na manhã de ontem.






Carta.

* Terrorismo se combate com fogo’, escreveu atirador do MPRN.

O servidor do Ministério Público do Rio Grande do Norte Guilherme Wanderley Lopes Silva teve motivações políticas e administrativas para atacar procuradores e um promotor de justiça, nesta sexta-feira (24), deixando dois baleados. Em carta escrita antes de praticar o crime, ele destacou que: ‘terrorismo se combate com fogo’. E ainda ‘alguém precisava fazer algo efetivo e dar uma resposta a esse genuíno crime organizado’.

Guilherme Wanderley invadiu uma reunião onde estava o procurador-geral de Justiça do RN, Rinaldo Reis, no final da manhã desta sexta-feira. Ele chegou a atirar contra Rinaldo, mas errou. No entanto, conseguiu acertar o promotor público Wendell Beetoven nas costas e dois tiros no procurador-geral adjunto, Jovino Sobrinho.
IMG_8631
Atirador.

* Disputa 2018: João Maia com o 'pé' no governo Robinson Faria.

O ex-deputado federal e presidente do diretório regional do Partido da República, João Maia está com malas e bagagens para entrar no governo Robinson Faria. 

Falta apenas acertar o espaço que o partido ocupará no governo. 

João Maia será acompanhado por sua esposa e prefeita De Messias Targino e pelo prefeito de São Gonçalo Paulinho da Habitação. 

Havendo espaço vai, não havendo espaço, não vai!
robinson-e-joao-muito-boa
Robinson Faria em campanha.
 Blog do Primo.

* Benes Leocádio confirma filiação ao PSDB; ficha será assinada em Maio.

O presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN), Benes Leocádio, confirmou sua filiação ao PSDB. 

A ficha será assinada em Maio, mês que o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira, assume a Presidência Estadual do PSDB. 
Benes dará adeus ao PMDB. 
Heitor Gregório.

* PSDB recebe a filiação de nove prefeitos.

O PSDB do Rio Grande do Norte recebe a filiação de nove prefeitos no evento que ocorre no Hotel Holiday Inn. 

– Babá de São Tomé
– Neto Mafra de Barcelona
– Neto Moura de Pureza
– Dr. Clécio de Bom Jesus
– Luiz de Pedra Preta
– Cláudio de Galinhos
– Reno de São Rafael
– Júnior de Santana do Matos
– Jorginho de Tangará
Evento do PSDB.

* Cidades do Oeste potiguar entraram em colapso devido a um problema no sistema adutor.

As chuvas caídas na região Oeste do Estado provocaram danos ao sistema adutor Arnóbio Abreu (Médio Oeste), localizado no Oeste potiguar. Os municípios de Campo Grande, Janduís, Messias Targino, Patu, Paraú, Triunfo Potiguar estão sem o fornecimento de água através da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern).

Nos últimos dias a Caern tem reunido todos os esforços possíveis para a regularização do abastecimento, mas as fortes chuvas criaram correntezas que deslocaram a adutora, trazendo danos irreparáveis para os equipamentos. A região onde é feita a captação da adutora Médio Oeste é de difícil acesso e fica próximo a uma região com muitas serras. A Caern avalia medidas para reparar o sistema, mas ainda não é possível prever o prazo de conserto.
Dnocs-afirma-que-adutora-ficará-pronta-no-prazo-determinado-Foto-Marcos-Dantas
Cidades sem água,

* Roberto Cabrini passa uma noite como detento em Alcaçuz.

O jornalista Roberto Cabrini passou uma noite em uma das celas do pavilhão quatro da penitenciária Alcaçuz, no Rio Grande do Norte. O apresentador do ‘Conexão Repórter’ viveu a experiência para reportar no documentário ‘A longa noite no inferno de Alcaçuz’ os segredos do presídio onde ocorreu o massacre de janeiro, que matou 26 pessoas. Cabrini é o primeiro jornalista ter acesso ao espaço onde ficam os detentos.

O documentário gravado por Cabrini vai ao ar neste domingo, 26. Para gravar o material, o jornalista passou uma semana investigando a situação do presídio e registrando os bastidores da guerra entre as facções. O apresentador entrevistou líderes das organizações criminosas, presos, mulheres que perderam maridos e filhos decapitados e o secretário de Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte, Wallber Virgolino.

A longa noite no inferno de Alcaçuz’ revela ainda corredores sombrios, túneis cavados e esconderijos onde se ocultavam armas de fogo e valas onde ficavam homens executados. O ‘Conexão Repórter’ vai ao ar aos domingos, logo após o ‘Programa Silvio Santos’.
cabrini-conexao-reporter-1-990x557
Cabrini em Alcaçuz.

* Parabéns Dra Veluzia Gurgel...

Nossas vivas no dia de hoje (25), irá para a médica amiga do povo de Caraúbas e região, nossa estimada Dra. Veluzia Gurgel.

Nossos sinceros parabéns e que o nosso Deus siga lhe abençoando!
Médica amiga de aniversário.

* Prefeitura de Caraúbas recebeu mais de R$ 141 mil reais de Royalties em março de 2017.

O município de Caraúbas recebeu em Março de 2017, referente aos repasses dos Royalties do Petróleo, a bagatela de R$ 141.047.34, (Cento e quarenta e um mil, quarenta e sete reais e trinta e quatro centavos), hum.

A soma dos trÊs primeiros meses de gestão da 'Nova' Caraúbas, o montante chega a casa,aproximada dos R$ 450 mil reais.

Segue o jogo!
Receitas em alta na terrinha.

* Deputados justificam votos na lei das terceirizações.

O polêmico projeto que a Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira, liberando a terceirização, ainda causa furor com repercussão no meio social, onde se opõem argumentos sobre o fortalecimento e o enfraquecimento das relações de trabalho.

Como de costume, nas redes sociais, usuários criticam e elogiam os parlamentares que votaram na proposta. Fomos atrás dos argumentos de cada um dos oito deputados federais do Rio Grande do Norte para saber o que cada um diz sobre o texto.

Antonio Jácome
 
ABSTENÇÃO

O deputado Antonio Jácome preferiu se abster e não votar a polêmica matéria. Ele declarou que “O PL votado ontem é complexo e polêmico, por isso, tramitava há 17 anos no ongresso. Eu concordo com muitos pontos, mMas sou contra a terceirização para atividade-fim. Por isso me abstive.

Beto Rosado

AUSENTE/CONTRA

Ausente da votação, Beto emitiu nota esclarecendo que está em licença para acompanha o pai, que está em tratamento de saúde em São Paulo. Ele considerou o seguinte:

“O Projeto aprovado ontem é diferente do que votei favorável em 2015 (PL 4330/04). Sou a favor da regulamentação das terceirizações no setor privado, resguardando os direitos dos trabalhadores das empresas terceirizadas, o que garantia o projeto aprovado naquele ano.

A proposta aprovada ontem, datada de 1998, prevê as terceirizações irrestritas, para o setor público e privado, sem resguardar os direitos trabalhistas dos funcionários das empresas terceirizadas. Por isso, sou contra”.

Fábio Faria

A FAVOR.

Não retornou a demanda a reportagem.

Felipe Maia

A FAVOR

Dá segurança jurídica aos mais de R$ 13 milhões de terceirizados. Estamos num país com mais de 11 milhões de desempregados e existe a errônea ideia de que a terceirização vai gerar desemprego. Não vai. A terceirização diminui desencargos para o empragador, permitindo mais contratações.

Rafael Motta

CONTRA

“A terceirização é um risco. Gera rotatividade e não há estabilidade. A terceirização da atividade-fim tem que ser bem discutida para estebelecermos quais serão as garantias para os trabalhadores. A terceirização da atividade-fim é mero aluguel de mão de obra e trabalho não é uma mercadoria”

Rogério Marinho

A FAVOR
“Desde 1901, o Brasil não passava por uma crise desse naipe. Terceirizar é um verbo que existe no Brasil, não existe paralelo no mundo. Esse modelo de verticalização da indústria está ultrapassado, foi vencido pela modernidade. Nenhuma empresa moderna não terceiriza sua produção. Dizer que milhões devem permanecer num limbo, sem segurança jurídica, é um retrocesso”.

Walter Alves

CONTRA

Membro do PMDB, Walter foi mais um da base governista que não se filiou à orientação governista. Confiram o que ele disse: “Votei contra o projeto por não concordar com a proposta, presente no PL 4302/98, de terceirização nas atividades-fim das empresas.”

Zenaide Maia

CONTRA

“Votei contra porque acho que esse o Projeto de Lei que libera a terceirização é uma precarização dos serviços públicos e privados. É um início para reforma trabalhista. Não acredito que vai aumentar a geração de empregos. É como se tivesse rasgado a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Só tiveram olhar para as empresas”.
deputados-do-rn
Deputados Federais.
 `Portal no Ar.

* Guerra entre PCC e Sindicato do Crime motivou chacina do baile funk em Mossoró.

A prisão de duas pessoas no decorrer desta semana  garantiu a elucidação do ataque que acabou com a morte de cinco pessoas num baile funk realizado no bairro Boa Vista, no último dia 11.

Segundo o delegado Rafael Arraes a chacina foi motivada por uma disputa entre duas facções rivais que atuam na cidade. Segundo o titular da Delegacia de Homicídios (Dehom), dois homens foram presos acusados de participarem da chacina e teriam confessado o crime.

Pego em flagrante com uma arma de fogo, o primeiro suspeito foi preso na quarta-feira (22) em uma casa do bairro Santo Antônio.

De acordo com o delegado, o segundo suspeito foi preso por volta do meio-dia desta sexta-feira, em outra casa do mesmo bairro. Presos, os homens destacaram ser integrantes do Sindicato do Crime e confirmaram que foram até o baile para matar integrantes do PCC.

As cinco vítimas participavam do “Primeiro Baile de Favela”, no buffet Roma, situado no bairro Boa Vista, quando os bandidos chegaram atirando com armas de grosso calibre. Houve correria e além dois cinco mortos, várias pessoas saíram feridas.

Eriely Amanda, 21, mãe de uma criança de três meses foi atingida com um tiro na cabeça. Kaynan Gomes, Eduardo Nunes, Israel Gomes e  Jocie Morais também morreram no ataque.
8c7eebe8-61bb-4b7a-8b44-2aa8507871d0-660x330
Dupla que foi detida.

* Município inadimplente não pode firmar convênio.

Não obstante a inscrição em cadastro de inadimplência, município não fica impedido de obter o repasse de dinheiro público, caso o recurso seja destinado a ações de saúde, de educação ou de assistência social, não se enquadrando, todavia, nessas atividades os serviços de pavimentação de ruas.

A Quinta Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, por unanimidade, deu provimento à apelação interposta pela União contra a sentença, da 11ª Vara Federal da Seção Judiciária da Bahia, que julgou procedente o pedido do município de Remanso/BA, cidade em situação de inadimplência, para determinar que a União deixe de exigir comprovação da regularidade no Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi) para a celebração de convênio com o Ministério das Cidades com propósito de realizar a pavimentação das ruas do município baiano.
Caraúbas segue inadimplente.