segunda-feira, 1 de maio de 2017

* Obras de R$ 120 bilhões foram feitas para manter esquema de propina.

RIO - Aos olhos de Emílio e Marcelo Odebrecht, a empreiteira da família se envolveu em quatro empreendimentos que não teriam ido adiante se não houvesse tráfico de influência ou se o objetivo não fosse o de alimentar o esquema de corrupção no governo petista, revelam as delações. Juntos, esses investimentos — Sete Brasil, Belo Monte, Arena Itaquera e Porto de Mariel, em Cuba — somam quase R$ 120 bilhões

Os dois últimos já estão de pé e em funcionamento. Belo Monte deve ser inaugurada em 2019, com quatro anos de atraso. Já o futuro da Sete Brasil é incerto. Criada em 2010 para gerenciar a construção de 28 sondas para o pré-sal e entregá-las à Petrobras, a empresa enfrenta graves dificuldades financeiras. Das 28 sondas, estimadas em US$ 27 bilhões ou R$ 85,6 bilhões, apenas cinco estão em construção. A conclusão depende do plano de recuperação judicial, que será votado em assembleia de credores nesta semana.

Fontes do setor avaliam que, no caso da Sete Brasil, são fortes os indícios de que a criação da companhia visava a irrigar o sistema de propina da Petrobras. Em outubro de 2009, a Petrobras chegou a enviar cartas-convite a estaleiros para que participassem da licitação das duas primeiras sondas, segundo documento ao qual o GLOBO teve acesso. Pouco tempo depois, o leilão foi cancelado, e a Sete foi criada para intermediar as encomendas.
Roubaram demais o Brasil.

* Corpo do cantor Belchior é velado em Sobral, interior do Ceará Fortaleza e cidade natal do cantor terão funerais.

O corpo de Belchior é velado em Sobral, terra natal do cantor, nesta segunda-feira (1°). O velório deve se estender até 11h no Teatro São João, no Bairro Centro. Em seguida, o corpo será levado para Fortaleza, para um segundo momento do velório, de meio-dia às 7h da terça-feira (2), no Centro Cultural Dragão do Mar, Bairro Praia de Iracema. A missa de corpo presente será a partir de 7h da terça, e o sepultamento será no Cemitério Parque da Paz, às 9h. O corpo partiu do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, por volta da 1h da madrugada, em um voo fretado pelo governo cearense, chegando a Sobral às 7h40.

Fãs fazem fila para chegar ao palco do teatro e se despedir do cantor, ao som de suas músicas. Antes das 6h, eles já esperavam o início do velório na praça em frente ao teatro, decorado, na fachada, com imagens do rosto do Belchior e um de fragmento de uma de suas músicas. Seis familiares do artista, de Fortaleza, participam da cerimônia, além da mulher Edna Prometheu. Moradores também foram receber o corpo no aeroporto da cidade e acompanharam o carro do Corpo de Bombeiros até o teatro.

Belchior foi encontrado morto em casa ontem, em Santa Cruz do Sul (RS), aos 70 anos. Ele vivia na cidade de 126 mil habitantes do Vale do Rio Pardo, a cerca de 150 km de Porto Alegre, com a esposa, Edna, que o encontrou morto. Ela disse à polícia que Belchior não tinha problemas nem tomava medicamentos. Ele se sentiu mal na noite de sábado, se queixou de muito frio à esposa e disse que ia descansar no sofá da sala, que ele usava para fazer suas composições, segundo vizinhos.

Velório.

* Índios têm mãos decepadas em ataque à comunidade no Maranhão, diz entidade.

Um grupo de fazendeiros atacou uma comunidade indígena da cidade de Viana (MA), localizada a 220 km de São Luís, nesse domingo (30), para travar uma disputa territorial, de acordo com o Conselho Indigenista Missionário (Cimi). A entidade informou que 13 pessoas ficaram feridas, sendo que dois índos tiveram as mãos decepadas. 

Segundo a Pastoral da Terra, os índios foram pegos de surpresa com a chegada de dezenas de homens à área. O grupo chegou com armas de fogo, pedaços de pau e facões. “Eles invadiram e já foram atirando e tentando cercar a gente. Circularam para ficarmos no meio. Foi aí que só senti o impacto”, relata um sobrevivente. 

O Ministério da Justiça divulgou duas notas na tarde desta segunda. No texto mais recente, a pasta informou que "está averigando o conflito agrário no povoado de Bahias". Mais cedo, o órgão havia divulgado outro documento dizendo que o caso estava envolvendo "pequenos agricultores e supostos indígenas" (leia as duas notas oficiais abaixo). O ministro Osmar Serraglio enviou uma equipe da Polícia Federal para evitar novos conflitos. 

Até as 16h desta segunda-feira (1º), as Secretarias de Estado da Segurança Pública e da Saúde do Maranhão não haviam confirmado o número de vítimas. De acordo com o Cimi, cinco feridos foram transferidos durante a madrugada desta segunda para o Hospital Socorrão II, na capital maranhense - dois índios estão em estado mais grave e todos têm ferimentos causados por armas de fogo. Um dos índios levou um tiro no peito e teve as duas mãos decepadas; outro deles, além das mãos, teve os "joelhos cortados nas articulações", ainda de acordo com o conselho indigenista. 

* Mineiro derrota Lucena na disputa pelo PT de Natal.

Petistas de Natal voltaram às urnas neste domingo (30) para eleger o presidente municipal da legenda.

Na disputa estavam Carlos Silvestre e Raoni Fernandes.

A votação que terminou às 17h de hoje, aconteceu na própria sede do partido. Raoni, com apoio do deputado estadual Fernando Mineiro, obteve 296 votos frente aos 154 de Carlos Silvestre, que era apoiado pelo vereador Fernando Lucena e o ex-vereador Hugo Manso.
Vitorioso.

* Japão envia apoio a navio dos EUA em plena tensão com a Coreia do Norte.

O Japão enviou nesta segunda-feira (1º) seu maior porta-helicópteros para escoltar um navio americano na região oriental do país, em meio à tensão entre Estados Unidos e Coreia do Norte.

O envio do porta-helicópteros japonês é o primeiro que o país realiza para prestar apoio a tropas aliadas desde ao fim da Segunda Guerra Mundial.

O destróier Izumo, das Forças de Auto Defesa do Japão, permite a decolagem e aterrissagem simultânea de cinco helicópteros e partiu da base naval de Yokosuka, a sudoeste de Tóquio, para o Pacífico.
IMG_1918
Navios.

* Domingo com registro de execuções em Apodi e Pau dos Ferros.

Domingo com registro de homicídios nas cidades de Apodi e Pau dos Ferros. Em Apodi, a ação criminosa correu no Bar do Pepa no bairro Betel. A vítima conhecido pelo apelido de “Melão”, foi executado a tiros.

Durante a investida uma outra pessoa acabou sendo ferida com bala perdida. Os atiradores fugiram após o crime com destino ignorado.

“Melão” já teve dois irmãos assassinados. Alexsandro Morais da Silva, 18, morto com cinco tiros na Praça da Bíblia, no bairro Lagoa Seca, no dia 20 de agosto de 2011; e o vendedor Adriano Rebouças da Silva, 29, morto a tiros numa festa na zona rural, em 2015.

Em Pau dos Ferros, cinco homens que circulavam num veículo tipo Fiat Uno de cor cinza que se identificaram como policiais, raptaram Vitório Ferreira Pereira, 18. O incidente ocorreu no bairro Riacho do Meio na noite deste sábado.
IMG_1917
Violência. 

* Coreia do Norte irá acelerar programa nuclear em resposta à política de Trump.

A Coreia do Norte informou nesta segunda-feira que vai impulsionar “à velocidade máxima” seu programa de armas nucleares, em resposta à crescente pressão exercida sobre o país por parte do presidente norte-americano, Donald Trump. A informação é da Agência EFE.
IMG_1921
Isso vai dar errado.

* Criminosos fazem arrastão em igreja durante celebração de missa.

Três criminosos interromperam a celebração de uma missa na Paróquia São Mateus, localizada no Bairro Aruana, na Zona de Expansão de Aracaju (SE) e fizeram um arrastão levando dinheiro, celulares e bolsas de dezenas de fieis. O crime aconteceu na manhã deste domingo (30).

O circuito de segurança da igreja registrou toda a ação que durou menos de dois minutos. Segundo reportagem do G1, as imagens mostram os três suspeitos se aproximando do templo e rendendo um homem que estava na porta. Em seguida, dois deles invadem a igreja e anunciam o assalto.
IMG_1927
Eita.

* 1º de Maio é marcado por protestos e manifestações pelo mundo.

Comícios e atos marcaram o feriado de 1º de Maio em todo o mundo, com pedidos por melhores salários e condições de trabalho.

Na França, a polícia usou gás lacrimogêneo para dispersar manifestantes em atos na capital Paris após o lançamento de coquetéis molotov contra as forças de segurança.

Neste ano, houve protestos contra a candidata presidencial nacionalista Marine Le Pen.

Em Berlim, na Alemanha, mais de 20 atos foram convocados por toda a cidade, muitos sem registro formal na polícia, uma exigência local.
IMG_1953
Mundo.