sábado, 13 de maio de 2017

* Em Caraúbas, fracasso é um reflexo da desaprovação do governo do Sr. Antônio Alves.

O governo da 'Nova' Caraúbas não vem conseguindo alavancar a popularidade da gestão e consequentemente sua aprovação e o fracasso e vexatório evento, passeio ciclístico, realizado pela municipalidade na manhã de hoje (13) é uma prova da total desaprovação popular.

Alicerçado em uma gestão perseguidora e soberba, onde o partidarismo e a politicagem são as bandeiras erguidas desde o gestor até grande parte (90%), dos que fazem a gestão da 'Nova' Caraúbas, nessa tocada caminhamos para um grande desastre administrativo.

Passado aproximadamente 130 dias da 'Nova' o que se percebe é uma gigantesca insatisfação popular sobretudo dos aliados de outubro passado e somado aos adversários normais e consequentes do pleito eleitoral.

Os "prefeitos" devem mudar a tocada e a maneira dos tocadores seguirem administrando municipalidade, uma "colher" de humildade não faz mal a ninguém, fica a dica.
Segue o jogo.

* Lei da gorjeta começa a valer a partir deste sábado (13).

A “lei da gorjeta” começa a valer a partir deste sábado (13). A norma passa a regulamentar a cobrança e distribuição de gorjetas em bares, restaurantes, hotéis, motéis e outros estabelecimentos no País.

O texto sancionado pelo presidente da República, Michel Temer, em 13 de março, estabelece que o valor pago seja incorporado como remuneração dos trabalhadores e contribuirá para encargos sociais, previdenciários e trabalhistas.

Agora, a gorjeta será considerada parte do salário do funcionário, e não apenas uma gratificação. O empregador deverá anotar na carteira de trabalho e no contracheque do empregado o valor do salário contratual fixo, além do percentual recebido em gorjeta, calculado com base no valor médio registrado nos últimos 12 meses.

* Quadrilha, fortemente armada, explode agência na Paraíba.

Uma quadrilha, composta por cerca de 15 homens e fortemente armada, explodiu a agência do Banco do Brasil da cidade de Bonito de Santa Fé, na madrugada deste sábado (13).

De acordo com as informações da 2ª Companhia de Polícia Militar da cidade de Conceição, a quadrilha usou uma caminhonete Hilux de cor preta e uma S10 de cor branca para fugir da cidade. Segundo a polícia, os assaltantes chegaram à agência, instalaram artefatos e explodiram os caixas eletrônicos e o cofre. Em seguida, o grupo fugiu no sentido da cidade de Conceição, levanto todo o dinheiro.
IMG_3015
Agência. 

* Delação abala a imagem da presidente honesta.

Um dos argumentos mais poderosos em defesa de Dilma Rousseff durante o processo de impeachment, no ano passado, era o de que se tratava do julgamento de uma pessoa honesta feito por políticos desonestos.

Afinal, de um lado estava o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), um dos principais articuladores do afastamento e alvo de um processo no Conselho de Ética por ter contas secretas na Suíça. Hoje, cumpre pena em Curitiba.

Do outro, Dilma, uma presidente contra quem não pesava, pessoalmente, uma acusação sequer de corrupção.

“Saibam que estão julgando uma mulher honesta, uma lutadora de causas justas. Tenho orgulho de ser a primeira mulher eleita presidenta do Brasil. Nestes anos, exerci meu mandato de forma digna e honesta. Honrei os votos que recebi”, dizia a defesa que Dilma enviou ao Senado, em 6 de julho de 2016.

A delação do marqueteiro João Santana e de sua mulher, Mônica Moura, abala o argumento que sustentava essa narrativa.

Por mais que Dilma ainda possa dizer que não colocou dinheiro público no bolso, a questão da honestidade entrou numa zona cinzenta. Afinal, seus marqueteiros afirmam que ela sabia do esquema ilegal de financiamento que irrigou suas duas campanhas, em 2010 e 2014, e que atuou, quando estava no Palácio do Planalto, para evitar que fosse descoberto.

Mônica narrou como Dilma lhe sugeriu que transferisse contas na Suíça, onde recebia o pagamento de caixa 2, para Cingapura, revelou um e-mail secreto e narrou como a petista ligou para antecipar a prisão do casal.

Dilma teve trajetória digna até chegar à Presidência: participou da luta armada contra a ditadura, foi vítima da barbárie da tortura, e depois seguiu em frente em respeitável carreira de burocrata, até ser pinçada por Lula.

Não há indício de que Dilma tenha enriquecido com corrupção. Mas honestidade não é apenas isso, e a nova leva de delações joga uma sombra sobre sua biografia.
presidente honesta
Dilma em situação delicada.
Ricardo Noblat

* Bolsa Família terá reajuste acima da inflação.

O presidente Michel Temer deu aval, ontem, para o reajuste do Bolsa Família acima da inflação acumulada até junho, a partir de 1.º de julho. 

E o governo vai aproveitar o anúncio para lançar um pacote de medidas de estímulo à inclusão dos beneficiários do programa no mercado de trabalho.
IMG_3026
Temer em ação.