domingo, 25 de junho de 2017

* Homem é acusado de matar irmão a facadas em Patu.

Um homem é o único suspeito de matar o próprio irmão a facadas durante discussão na casa da família, em Patu, cidade da região Oeste do Rio Grande do Norte. O crime ocorreu na noite de sábado (24), por volta das 20h30.

De acordo com informações da Delegacia de Polícia Civil do município, uma equipe ainda está em diligência para tentar encontrar o criminoso, que fugiu do local onde o fato ocorreu.

A vítima foi identificada como Edvaldo Nunes Bezerra, de 34 anos. Ele foi atingido por vários golpes de faca na altura do tórax. Por mais que seja o irmão da vítima, a polícia preferiu não divulgar o nome do suspeito.

A hipótese mais forte, segundo os agentes, é que os dois irmãos estivessem sob forte efeito de álcool. “Testemunhas disseram que eles estavam bebendo juntos e o crime teria acontecido por uma briga banal. Houve luta corporal entre eles”, declarou o agente Felipe Farias.
Oeste banhado de sangue.

* Detento aproveita cego e escapa de Complexo Penal de Pau dos Ferros.

O detento José Leandro de Oliveira Lira aproveitou um ponto cego entre as guaritas do Complexo Penal de Pau dos Ferros para escapar na tarde do último sábado. Segundo os agentes penitenciários, Lira cumpria pena por furtos e roubos na região de Pau dos Ferros.

Por volta das 16h, o presidiário observou um ponto cego próximo à quadra de futebol do presídio, subiu a laje e pulou o muro sem que os guariteiros percebessem. A polícia já está em patrulha para recuperar o fugitivo, mas, até o momento, ele não foi localizado.

Com o caso de José Lira, são agora 206 fugas computadas no sistema penitenciário do Rio Grande do Norte desde o ano de 2017. Em 2016, foram 373 fugitivos.
 Sistema acabado.

* Fábio Assunção responderá por dano, desacato e desobediência.

De acordo com comunicado conjunto da Polícia Militar e Polícia Civil de Pernambuco o ator Fábio Assunção será autuado por dano ao patrimônio público, desacato a autoridade e desobediência à prisão.

O ator foi preso na madrugada deste sábado (24), em Arcoverde (PE) após se envolver em uma briga em pátio de eventos. A Policia informa que Fábio Assunção chegou a quebrar o vidro traseiro de uma viatura.

Veja comunicado das policias de Pernambuco

“A Polícia Militar informa que, na madrugada de hoje (24/06), foi acionada para mandar uma viatura para o Hospital Memorial Arcoverde. Lá, o ator Fabio Assunção levado para a unidade por ter se envolvido em uma briga no Pátio de Eventos da cidade teria ficado agressivo com as pessoas. Por isso, os funcionários da unidade chamaram a polícia. Ao chegar no local, porém, a viatura não encontrou mais o ator e retornou ao Pátio de Eventos”.

“No caminho, os policiais foram acionados por duas jovens, que alegaram estar sendo ameaçada pelo ator. Ao tentar levar as partes para os fatos na delegacia, Fabio Assunção ficou agressivo e se negou a entrar na viatura, sendo necessário o uso de algemas para levá-lo. Ao ser colocado no xadrez da viatura ele ficou ainda mais violento e quebrou o vidro traseiro do veículo”.

“Diante do exposto, a ocorrência foi encaminhada para a Delegacia Seccional. A delegada Cristina Gomes, que estava de plantão, fez a escuta das testemunhas. As ouvidas continuam até o momento (hora da divulgação da nota). Fabio Assunção está sendo autuado por dano qualificado ao patrimônio público, desacato a autoridade, desobediência e resistência à prisão. Como o total das penas soma mais que três anos de reclusão, não cabe, no caso, o Termo Circunstanciado de Ocorrência. Por isso, o ator será encaminhado para exames clínicos no IML e, posteriormente, apresentado na audiência de custódia”.

* Casos de depressão aumentam no mundo todo.

Constantemente, se atribuía à depressão um papel insignificante, ligado muitas vezes a um drama sem sentido ou sentimentalismo barato. No entanto, com o tempo, a medicina e o posicionamento dos profissionais de saúde vem ajudando a população a reeducar seu entendimento sobre o assunto.

O que se comprovou foi que a depressão decorre de problemas muito mais sérios e complexos do que se pode imaginar. Sendo assim, seu tratamento precisa ser feito com medicação adequada, da mesma forma que acontece com outras doenças.
depressao2
Doença cruel.